sábado, 21 de fevereiro de 2009

Extreme pelo Oeste: 80km/1910m de acumulado

Esta volta foi mesmo até aos nossos limites. Não aguentamos muito mais de 80 quilómetros com 1910 metros de acumulado. Chegámos a casa bem cansaditos. Pensámos que no outro dia não nos conseguiríamos levantar com dores. Mas não. O domingo até correu bem. Foi estranho. Talvez do gel energético que tomámos durante a volta. Mas, apesar de termos ido quase até ao limite, não ficámos empenados.

Esta volta foi desenhada no Google Earth e aproveitando alguns troços de tracks que encontrei. Resultado: uma volta gira pela região do Oeste. A ideia era fazer uma volta "dura" com pouco alcatrão e sem trilhos complicados. Como a volta é grande e para fazer em autonomia não vale a pena complicar o que é fácil: passear de bicicleta.



Olhando para o track, a maior subida está no Sobralinho. Mas como é a primeira não custa nada fazê-la. Depois vem a "agonia": uma pequena grande subida. Esta soube a vingança para a Tânia. Foi a primeira vez que a Tânia a conseguiu subir. Penso que à terceira foi de vez!

Não me vou alongar muito em pormenores da volta porque este relato está a ser feito tarde e a más horas (a volta foi no dia 21FEV e hoje é 03MAR) e em breve lá voltaremos com os Maníacos. Embora numa versão mais fácil.

Mais fácil porque não me vou meter numa subida enorme acompanhada por uma descida demasiado técnica (feita à mão!). Desenhar tracks no Google Earth tem alguns inconvenientes: não se vêm as pedras e as valas dos trilhos!

No final deste relato está o link para o track GPS. Se têm gatos em casa que rebolam à vossa frente sempre que chegam a casa, evitem a parte junto do parque eólico de Fanhões. É uma descida brutal e perigosa.

Voltando um pouco atrás. Quando começámos a subir para Montachique o trilho do track tinha alguma lama e seguimos por estrada. Por mim não subia ao Cabeço de Montachique mas a Tânia olhou lá para cima e disse "claro que vamos". E fomos. Depois, lá em cima, a Tânia não me ligou nenhuma:



Com a motivação de ter subido ao Cabeço de Montachique ganhámos ânimo para cumprir todo o track que tinha desenhado: subir ao parque eólico de Fanhões e Mata do Paraíso.

A subida para a Mata do Paraíso foi feita por um estradão que parecia nunca mais acabar. Depois foi sempre a descer até Alpriate. Mas isso não quer dizer que tenha sido fácil. Os nossos pulsos já estavam esgotados.

A breve passagem pelo zona do Trancão obrigou-nos a ir lavar as bikes. Aquilo está cheio de lama.

Chegámos a casa quase às seis da tarde. Mas felizes por mais um dia passado a fazer BTT.

Track GPS: http://www.gpsies.com/map.do?fileId=rprowawhbyaclbqr

Grande Rota pelo Oeste (Reconhecimento)

2 comentários:

Sandra disse...

Tânia e Miguel, parabéns pelo vosso BLOG. Está muito giro. Parabéns aos 2 pombinhos :-D

O vosso blog já canta no nosso ;-)

Beijinhos

lagarto

Miguel disse...

Olá Sandra. bem-vinda a este cantinho de aventuras.